quinta-feira, 31 de março de 2011

Voltando com Os Amores...

Olá amigos. A Cia. Pão Doce de Teatro traz de volta para vocês: "Os Amores de Cora e Chico".Um espetáculo com Poemas da grande poetisa Cora Coralina e Músicas do sábio Chico César.Venham apreciar essa mistura. Dias 06 de Abril às 20h e 09 de Abril às 19h. No Teatro Municipal Dix Huit Rosado.

Você já pode adquirir seu ingresso no próprio Teatro ou com os integrantes da Cia. Valor R$ 5,00 Antecipado! e R$10,00 e R$5,00 na hora!

Convidem à todos!

Nos ajudem na divulgação!

Saudações Pãodocinianas!

Fiquem agora com algumas cenas do espetáculo:

Os Amores de Cora e Chico
video

Musicas: Cora e Chico - Romero Oliveira/ A prosa impúrpura do Caicó - Chico Cesar. Fotografias: George Vale e Marcos Santos. Edição: Romero Oliveira

segunda-feira, 28 de março de 2011

Vamos Celebrar!

Fotografias: George Vale

Neste domingo dia 27 de março, foi comemorado o Dia Mundial do Teatro e o Dia Nacional do Circo. A comemoração foi maravilhosa e bastante proveitosa... durou o dia inteiro. Os artistas da cidade se reuníram no Hotel Thermas para a realização de um seminário com a prefeitura para discutirem sobre a criação da Escola de Artes de Mossoró. O professor Fernando Bohrer da Casa de Artes de Laranjeiras - RJ (CAL) conversou, escutou, sugeriu, contou histórias e ministrou uma palestra agradabilíssima. Gente de teatro, música, dança, cinema, fotografia e artes plásticas... todos reunídos em uma única causa.
Para encerrar o Dia Mundial do Teatro e Nacional do Circo, nada melhor do que uma mistura de Circo com Teatro; ao anoitecer, todos os participantes do seminário foram presenteados com um grandioso espetáculo chamado Bravíssimo, que transformou o Teatro Municipal Dix-Huit Rosado em um Grande Circo!


VIVA O TEATRO!
VIVA O CIRCO!
VIVAAA!
BRAVÍSSIMOO!

sábado, 26 de março de 2011

O Ébrio

Fotografia: George Vale


"Tornei-me um ébrio na bebida..." ao ouvir aquele vozeirão vindo do começo da rua, eu corria e ficava na janela à observar aquela curiosa figura, sempre de paletó, gravata frouxa, cabelo bem cortado, sapatos bem lustrados e sempre a tombar. Era baixo, meio corpulento e, mesmo bêbado, não perdia o prumo, o peito sempre aberto como quem não tem medo de nada. Geralmente meu dia começava assim, com a voz dele. É começo dos anos setenta; nessa ápoca eu morava em uma rua próxima ao Alto do Louvor, mas esse nome não significava muito para mim, mesmo com as caras de "valha meu Deus" que minha vó fazia ao olhar para aquelas "bandas".
O nome do bêbado em questão era Miolo... na verdade nunca soube de seu nome verdadeiro; existia algumas lendas sobre sua vida e, uma delas era de que vivia daquele jeito por gosto, que tinha família mas preferia a vida de boêmio, e como cantava... tenho a voz dele nítida na minha memória. Na minha inocência de criança de cinco anos eu me perguntava porque alguém preferiria viver dequele jeito; minha avô tinha uma expliação:"O que é de gosto, regala a vida!".
Pois bem, num desses paseios dele eu estava na calçada com meu avô, então ele pediu
permissão para cantar uma música para mim... nossa, não sabia se sentia medo ou alegria... então ele começou: "Oh que saudades que eu tenho da aurora da minha vida, da minha infância querida que os anos não trazem mais..." tenho essa lembrança como um quadro pintado.
Então os anos se passaram, mudei de endereço, cresci e passei um tempo esquecida da minha infância. Alguns anos atraz eu passava em uma rua próximo de onde morava e vi um velho dormindo em uma calçada, sujo, vestido de farrapos, engraçado como esses tipos chamam minha atenção, então me proximei olhei de perto... não pude acreditar... era Miolo! nem de longe lembrava aquele boêmio de elegancia desleixada... estava tão vulneravel, tão decrépto... aquilo me doeu sinceramente e chorei. Chorei minha infância, meus avos já mortos, minha antiga rua... e chorei por ele que era uma figura lendária em minha memória.
Algum tempo depois ele se foi. Hoje eu tenho orgulho de ter conhecido Miolo. As vezes eu me pergunto se apenas eu vou lembrar de sua poderosa voz.





Por Michelli Fábia

quinta-feira, 24 de março de 2011

Escola de Artes em Mossoró

A realização de um seminário sobre a criação da Escola de Artes de Mossoró marcará o transcurso do Dia Mundial do Teatro, comemorado dia 27 de março (DOMINGO). A programação se desenvolverá no auditório do Hotel Thermas, a partir das 9h30.

A programação será aberta com a assinatura do decreto que cria a Escola de Artes pela prefeita Fafá Rosado. No mesmo ato, acontecerá a posse do Conselho de Cultura e lançamento do Prêmio Fomento, seguido da sessão de pronunciamentos das autoridades.

Às 10h, haverá uma palestra com Fernando Boer, que falará sobre as atividades da Casa de Artes de Laranjeiras (CAL), do Rio de Janeiro. Em seguida, às 11h, acontecerá debate sobre o tema exposto.

A programação da manhã será concluída às 11h, com apresentação do curta metragem “Caminhada Sem Futuro”. À tarde, as atividades serão retomadas com a apresentação do projeto da Escola de Artes pelo secretário municipal da Cidadania, Francisco Carlos.

Na sequência, às 14h, divisão de grupos de trabalho para discussão das propostas encaminhadas durante o debate, que contará com a participação efetiva da classe artística da cidade. Às 15h, apresentação/discussão das propostas levantadas durante o encontro. Ao final será redigido um termo oficial que será assinado por todos como documento de implantação da Escola de artes,

A Escola de Artes atuará na formação de profissionais em três áreas: teatro, música e dança. O projeto arquitetônico a ser edificado PELA Prefeitura de Mossoró contemplará uma obra de infraestrutura com capacidade para atendimento aos artistas, através de salas de aula, auditórios, salas de oficinas, laboratórios, áreas de lazer entre outros espaços.

“Quero anunciar ao povo de Mossoró que vamos colocar em funcionamento a Escola de Artes, honrando o compromisso que assumimos com a população na nossa carta de propostas apresentada durante a última campanha”, lembra a prefeita Fafá Rosado.

O secretário da Cidadania, Francisco Carlos, fala sobre a importância da participação da classe artística no projeto. “Pretendemos reunir os artistas e ouvir sugestões, assim como traremos relatos dos modelos de sucesso de Escola de Artes que foram construídas em outras cidades”, explica Francisco Carlos.

A gerente da Cultura, Clézia Barreto, por sua vez, diz que “Mossoró respira”. “Mossoró é referência no Estado, no Nordeste e até no Brasil, quando se trata de movimento cultural”, comenta ela, citando que o Corredor Cultural, localizado na Avenida Rio Branco, espaço reservado à cultura, aprovado pelos mossoroenses.

Fonte: http://www.prefeiturademossoro.com.br/noticias.php?codigo=MTIyNg==

quarta-feira, 23 de março de 2011

A Energia do Açaí


Olá turma!

Olha quem está apoiando a Cia. Pão Doce, o AÇAÍ DA PRAÇA! Dos amigos Cecília e Kidelmir.
Uma parceria bastante energética, já que o Açaí é uma fruta rica em proteínas, fibras e lipídios, onde podemos encontrar Vitaminas C, B1 e B2. O Açaí também contém uma boa quantidade de fósforo, ferro e cálcio.
Então a dica é: AÇAÍ DA PRAÇA, o melhor açaí na tigela da cidade! Servindo também Tapiocas recheadas, Pamonha goiana, Sanduíche natural, Sucos e muito mais! Vale salientar que lá você será muito bem atendido (coisa rara hoje em dia), e ainda poderá ter a surpresa de encontrar a turma Pãodociniana ensaiando por lá!
Vamos lá conferir!



Rua Chico Pedro - Bairro Inocoop Alto de São Manoel - Mossoró RN
(Ao lado da Praça do UPA)
FONE: 3314 0684

sexta-feira, 18 de março de 2011

Registro de "Retalhos de Carnaval"



Fotos: Carlos Costa e Cláudio Roberto
Agradecimentos a Marina Clara!

quarta-feira, 16 de março de 2011

Construindo Personagem - O Gato Lúcifer

Letra original da música "O Gato Lúcifer" de Romero Oliveira
(Clique na imagem para ampliar e tentar decifrar a letra dele! Que enígma hein?)


Em 2009 a Cia. Pão Doce de Teatro estreou o musical infantil "Sonho de Cinderela", o clássico conto dos Irmãos Grimm foi mostrado de uma forma totalmente nova e encantadora. Entre as personagens do músical se destacava um nobre (ou não) felino mimado e preguiçoso que junto com a Madrásta e as irmãs Tremaine, planejava acabar com os sonhos da bela Cinderela, o nome dele: Gato Lúcifer.
O ator Romero Oliveira, ao compor a personagem, assistiu à vários desenhos animados e se inspirou em vilões como Scar (O Rei Leão), Jafar (Aladdin), e o Grinch, também assistiu bastante o músical da Broadway: Cats, O Máscara, e também o irônico e preguiçoso Garfield, além de observar os gatos que passavam em frente a sua casa. Foram feitas diversas oficinas até chegar ao resultado final, e nós podemos afirmar que o Gato Lúcifer assustou e ao mesmo tempo conquistou à todos que assistiram o músical "Um Sonho de Cinderela".


Fiquem agora com o resultado:


video

Música "O Gato Lúcifer" - Romero Oliveira / Edição de Vídeo: Romero Oliveira / Arranjos Músicais: Fernando Mendonça e Romero Oliveira /Fotografias: George Vale e Bruno Sá

© Copyright - Romero Oliveira 2009.

terça-feira, 8 de março de 2011

Feliz Dia da Mulher


Dia 08 de Março: Dia Internacional da Mulher


Uma pequena homenagem da Cia. Pão Doce de Teatro à Mulher.


Com vocês, poesias de Cora Coralina:



(Ressalva)


Versos... não


Poesia... não


um modo diferente de contar velhas histórias



(Todas as Vidas)

Vive dentro de mim


uma cabocla velha

de mau-olhado,


acocorada ao pé

do borralho,


olhando para o fogo.


Benze quebranto.


Bota feitiço...

Ogum. Orixá.


Macumba, terreiro.


Ogã, pai-de-santo...


Vive dentro de mim


a lavadeira


do Rio Vermelho.


Seu cheiro gostoso


d'água e sabão.


Rodilha de pano.


Trouxa de roupa,


pedra de anil.


Sua coroa verde


de São-caetano.


Vive dentro de mim


a mulher cozinheira.


Pimenta e cebola.


Quitute bem feito.


Panela de barro.


Taipa de lenha.


Cozinha antiga


toda pretinha.


Bem cacheada de picumã.


Pedra pontuda.


Cumbuco de coco.


Pisando alho-sal.


Vive dentro de mim


a mulher do povo.

Bem proletária.


Bem linguaruda,

desabusada,


sem preconceitos,


de casca-grossa,


de chinelinha,


e filharada.


Vive dentro de mim


a mulher roceira.


-Enxerto de terra,

Trabalhadeira.


Madrugadeira.


Analfabeta.


De pé no chão.


Bem parideira.


Bem criadeira.


Seus doze filhos,


Seus vinte netos.


Vive dentro de mim


a mulher da vida.


Minha irmãzinha...


tão desprezada,

tão murmurada...


Fingindo ser alegre

seu triste fado.


Todas as vidas


dentro de mim:


Na minha vida -


a vida mera


das obscuras!


(Saber Viver)


Não sei se a vida é curta ou longa para nós


mas sei que nada do que vivemos tem sentido

se não tocarmos o coração das pessoas.


Muitas vezes basta ser:

colo que acolhe


braço que envolve


palavra que conforta


silencio que respeita
alegria que contagia
lágrima que corre
olhar que acaricia
desejo que sacia
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo


é o que dá sentido à vida.


É o que faz com que ela não seja nem curta


Nem longa demais


mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar.

Feliz aquele que transfere o que sabe

e aprende o que ensina.



FELIZ DIA DA MULHER!!!


sexta-feira, 4 de março de 2011

"Retalhos no Aniversário"

Ontem a Cia. Pão Doce participou das comemorações de aniversário da Prefeita de Mossoró Fafá Rosado. Uma festa pra lá de animada! Muita gente passou por lá para parabenizá-la, e todos entraram na folia ao som das Marchinhas de "Retalhos de Carnaval".
O bacana foi ver as pessoas querendo nos levar para puxar alguma troça carnavalesca! Imagine.. quem sabe?!?
Fotos: Jordana Gurgel

quinta-feira, 3 de março de 2011

A Troça Carnavalesca


Preparados para invadir o centro!


No ano de 2007, quando o Brasil comemorava o centenário do frevo, um grupo de amigos saiu pelo centro da cidade com uma orquestra carnavalesca, na quarta-feira, antes do início do carnaval, chamada de "quarta-feira do fogo", nascia aí "A Troça Batendo o Centro". Ontem, dia 2 de fevereiro, a Cia. Pão Doce foi , como de costume, invadir o centro de Mossoró. Uma noite bastante divertida... "Tanto riso, oh! Quanta alegria..." (Zé Keti). A Troça Batendo o Centro é sempre assim, repleta de alegria! Viva a Troça!

terça-feira, 1 de março de 2011

O Piano

video

Através da música é possivel contar uma história de 100 anos em apenas alguns minutos, uma técnica de muito bom gosto, muitas vezes utilizada no teatro e no cinema. Agora, apresentaremos à vocês uma animação chamada "The Piano", uma linda história contada através da música.

"A música é celeste, de natureza divina, e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima de sua condição".

Aristóteles.

Música: Comptine D'Un Autre Ete - L'Apres Midi (Tema do Filme "O Fabuloso Destino de Amelie Poulain")